This is my invariable advice to people: learn how to cook. Try new recipes, learn from your mistakes, be fearless, and above all have fun! (Julia Child)


10.7.15

Bolo de caramelo com cobertura toffee


Há um blogue maravilhoso, que infelizmente já não é atualizado, cujas receitas nunca me deixam ficar mal. Falo do blogue Flagrante Delícia, da Leonor de Sousa Bastos. Todas as receitas que já experimentei de lá saíram maravilhosas. Este bolo de caramelo não foi exceção. É de ir aos céus, principalmente para uma viciada em caramelo como eu.

Ingredientes:
  • Bolo
    • 250g de açúcar mascavado claro
    • 200ml de natas
    • 100g de manteiga sem sal 
    • 150g de farinha sem fermento
    • 1 colher de chá de fermento
    • 2 gemas
    • 3 claras
    • 1 pitada de sal
    • 1/2 vagem de baunilha
    • 1 colher de chá de cardamomo moído
  • Cobertura
    • 100g de açúcar mascavado claro
    • 250ml de natas
    • Nozes pecan, q.b.
Preparação:

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Quando o forno atingir a temperatura, tostar ligeiramente as nozes. Colocar 100g de açúcar num tacho, em lume brando, e deixar derreter completamente. Nessa altura juntar aos poucos as natas a ferver (se não estiverem a ferver vai salpicar muito e criar grumos no caramelo). Mexer até criar um creme homogéneo e reservar.
Bater as claras em castelo com o sal e reservar.
Bater a manteiga com o restante açúcar até obter um creme, juntar as gemas uma a uma sem parar de bater. Juntar em seguida o caramelo, as sementes da baunilha e o cardamomo. Por fim adicionar a farinha e o fermento peneirados, batendo apenas o suficiente para misturar. Envolver as claras e levar ao forno cerca de 30 minutos, até o bolo estar completamente cozido.

Para a cobertura, derreter o açúcar num tacho e juntar as natas a ferver, mexendo até obter um creme homogéneo. Verter sobre o bolo e decorar com as nozes.

6.4.15

Bola de carne


Esta bola tem sido presença habitual nos lanches cá de casa. É muito simples de fazer e uma boa alternativa às típicas sanduíches. Eu gosto de exagerar no recheio mas pode fazer-se uma versão mais económica para os menos gulosos.

Ingredientes:

  • 5 ovos
  • 200 ml de leite
  • 200 ml de óleo
  • 370g de farinha
  • 1 colher de chá de fermento
  • 300g de queijo flamengo fatiado
  • 500g de fiambre/paio/presunto
  • Sal e alecrim, q.b.
Preparação:

Pré-aquecer o forno a 200ºC. Bater os ovos e juntar o leite e o óleo. Juntar a farinha e o fermento. Deitar metade do preparado numa forma untada e cobrir com metade do queijo. Dispor as carnes por cima e cobrir com o restante queijo e em seguida com a restante massa. Polvilhar com sal grosso e folhas de alecrim e levar ao forno até ficar tostado por cima (aproximadamente 30 minutos).

31.3.15

Bolo de chocolate com creme de laranja


Ufa! Acabou a época festiva cá em casa. Todos os aniversários da família mais chegada ocorrem entre o final de dezembro e o início de março. E para quem fica responsável pela comida, esta época é uma estafa. Quando todos estão a descansar da canseira do Natal e do fim de ano, eu ainda tenho 5 aniversários pela frente!
É claro que isto são queixas de barriga cheia, adoro fazer estas coisas, por mais trabalho que dêem. 

Hoje trago o bolo do 4º aniversário do meu filho mais velho. Muito antes da data ele só dizia que queria "um bolo da quinta". Não faço ideia de como lhe ocorreu este tema, provavelmente de algum colega do infantário. 
Fui testando a convicção dele ao longo do tempo, e como se manteve coerente, comecei a pesquisar umas ideias aqui e ali e saiu-me isto. O celeiro está mauzito, o meu filho pensava que o fardo de palha era uma salsicha, mas o resto correu bem e ele adorou o seu "bolo da quinta".

Ingredientes:
  • Bolo
    • 400g de manteiga sem sal
    • 400g de açúcar
    • 100g de chocolate para culinária
    • 8 ovos
    • 300g de farinha
    • 100g de cacau em pó
    • 1 colher de chá de fermento
  • Calda de laranja
    • 250g de açúcar
    • 250ml de água
    • 1 laranja
  • Creme de laranja
    • 250g de manteiga sem sal
    • 250g de açúcar em pó
    • 2 laranjas
Preparação:

Pré-aquecer o forno a 200ºC. Bater a manteiga com o açúcar até obter um creme. Juntar o chocolate derretido em banho maria.
Bater os ovos à parte e juntar aos poucos ao creme, sem parar de bater. Misturar a farinha com o fermento e o chocolate em pó e envolver no creme. Distribuir o creme por duas formas retangulares e levar ao forno durante cerca de 25 minutos.

Para preparar a calda de laranja colocar a água, o açúcar e o sumo e raspa da laranja num tachinho e levar ao lume até derreter o açúcar. Deixar arrefecer.

Quando o bolo estiver pronto, deitar cuidadosamente a calda sobre o bolo de forma a que seja bem absorvida. Deixar arrefecer e desenformar.

Preparar o creme de laranja batendo a manteiga com o açúcar e a raspa das laranjas até obter uma mistura uniforme. Cobrir um dos bolos com o creme e sobrepor o outro bolo.

Decorar com pasta de açúcar.



23.2.15

Pipocas caramelizadas


Toda a gente que é seguidor de algum blogue conhece A pipoca mais doce. Podem nunca ter lido, podem ler todos os dias e adorar, podem ler todos os dias só para dizer mal, mas duvido que nunca tenham ouvido falar. 
Goste-se ou não se goste, a rapariga lançou-se agora num desafio pessoal com uma componente solidária que é de louvar (ler aqui). Embora este blogue seja um micro-organismo quando comparado com o blogue  d'A pipoca mais doce, e embora seja bem provável que todos os leitores que passam por aqui passem também por lá, achei que não fazia mal nenhum divulgar por aqui também, ao mesmo tempo que arranjo um belo mote para publicar uma receita de pipocas.

Ingredientes:
  • 100 g de milho para pipocas
  • 200 g de açúcar amarelo
  • 30 g de manteiga sem sal
  • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • Óleo, q.b.
Preparação:

Colocar um pouco de óleo no fundo de uma panela grande e cobrir o fundo com o milho. Levar ao lume. Quando as pipocas começarem a saltar, baixar o lume e aguardar que parem de saltar. Retirar as pipocas e reservar.
Levar novamente a panela ao lume com o açúcar. Agitar de vez em quando até o açúcar caramelizar. Juntar a manteiga e mexer até dissolver. Juntar o bicarbonato de sódio, mexer até a mistura homogeneizar e retirar imediatamente do lume. Juntar as pipocas e envolver até estarem todas cobertas pelo caramelo.
Transferir para um tabuleiro e deixar endurecer. Separar os pedaços maiores e servir.

Nota: Se se juntar 1 colher de chá de sal ao açúcar obtêm-se umas deliciosas pipocas de caramelo salgado.

20.2.15

Ovos mexidos com farinheira e espargos


Hoje temos mais uma receita do programa Combinações Improváveis. Ovos mexidos com farinheira é uma combinação muito comum, aqui acrescentam-se os espargos que lhes dão um toque fresco e crocante. 
Além de saborosa, é uma entrada muito fácil e rápida. Ideal para quando temos de improvisar e não queremos ficar mal.

Ingredientes:
  • 6 ovos
  • 6 espargos verdes
  • 1 farinheira
  • 1 chalota
  • Azeite, q.b.
Preparação:

Retirar a tripa da farinheira, desfazer com a ajuda de um garfo e reservar. Cortar as pontas dos espargos, cortar o resto em fatias com cerca de 5 mm e reservar.
Aquecer um pouco de azeite numa frigideira e juntar a chalota picada. Deixar refogar um pouco e juntar a farinheira. Misturar bem e juntar os espargos. Por fim juntar os ovos batidos, mexendo com uma colher até estarem cozinhados.

17.2.15

Pavlova


Foi muito a medo que me lancei no desafio de fazer uma coisa destas. Não tenho jeitinho nenhum para estas coisinhas delicadas que podem "desmaiar" com um simples piscar de olhos mais rápido. 
A primeira pavlova que fiz ficou muito linda, mas partiu-se quando a tentei colocar no prato de servir. Estava muito boa mas o aspeto... Digamos que parecia ter sido previamente mastigada.
Esta foi a segunda que fiz. E correu tudo bem. Sabor e aspeto aprovadíssimos.

Ingredientes:
  • 4 claras de ovo
  • 1 pitada de sal
  • 200 g de açúcar
  • 200 ml de natas frescas
  • 2 colheres de sopa de açúcar (para as natas)
  • 1 colher de chá de aroma de baunilha
  • 300 g de frutos vermelhos
Preparação:

Bater as claras com o sal até começarem a formar picos. Sem parar de bater, juntar a pouco e pouco o açúcar. Depois de incorporar todo o açúcar, bater na velocidade máxima por mais 8 minutos. Ao fim desse tempo as claras deverão estar duras e brilhantes. Para testar se estão suficientemente batidas, colocar um pouco entre o polegar e o indicador e esfregar os dedos: se sentir a textura de um creme, estão prontas.
Colocar as claras sobre uma folha de papel vegetal, formando um círculo. Levar ao forno pré aquecido a 120ºC durante 1h20m. Ao fim desse tempo, desligar o forno e deixar arrefecer completamente dentro do forno. Para quem é impaciente, o melhor é desligar o forno e sair de casa por umas horas.
Depois de completamente fria, retirar cuidadosamente o papel vegetal e transferir para um prato de servir. 
A finalização da pavlova deve ser feita imediatamente antes de servir para que as claras não fiquem moles quando em contacto com a cobertura. Bater as natas. Quando começarem a ficar duras juntar o açúcar e o aroma de baunilha e bater mais um pouco para dissolver o açúcar. 
Colocar cuidadosamente as natas sobre a pavlova e cobrir com os frutos vermelhos.

12.2.15

Bacalhau assado com crosta de broa e alheira


Hoje deixo-vos o jantar de ontem. Para mim foi o melhor prato de bacalhau que comi nos últimos tempos. Adorei.
A receita é de um dos episódios do programa Combinações Improváveis do chef José Avillez, de quem sou absolutamente fã. Muito provavelmente abundarão por aqui receitas deste programa nos próximos posts. Já fiz algumas e sempre que vejo um novo episódio (tenho todos gravados) fico deliciada só com o olhar e cheia de vontade de por mãos à obra.

Se estiverem sem ideias para jantar, esta é uma excelente opção e não demora muito a fazer.

Ingredientes:
  • Para a tomatada
    • 600 g de tomate
    • 1 cebola
    • 3 dentes de alho
    • 8 rodelas de chouriço
    • 2 folhas de louro
  • Para o bacalhau
    • 3 lombos de bacalhau limpos de pele e espinhas
    • 100 g de alheira
    • 120 g de broa de milho
    • 3 ramos de tomilho
    • 3 vidrados de limão
    • 1 dente de alho picado
Preparação:


Comece por preparar a tomatada. Corte a cebola ao meio, depois em três e fatie grosseiramente. Pique os alhos. Coloque um pouco de azeite num tacho e refogue ligeiramente a cebola e o alho, até a cebola começar a ficar translúcida.
Junte o chouriço, o tomate cortado em cubos e o louro. Deixe cozinhar destapado em lume médio até o tomate ficar mole.
Retire a alheira da tripa e migue-a com um garfo. Desfaça a broa em migalhas e misture-a com a alheira até obter uma pasta moldável. Se necessário junte um pouco de azeite para ajudar a ligar tudo. Prove e retifique o sal se necessário (depende da quantidade de sal da alheira).
Pré-aqueça o forno a 160ºC. Coloque a tomatada no fundo de um tabuleiro de ir ao forno e disponha sobre ela os lombos de bacalhau. Forme uma crosta com a pasta de alheira e broa sobre cada lombo. Para finalizar colque um ramo de tomilho e um vidrado de limão sobre cada lombo e polvilhe com o alho picado.
Leve ao forno durante 20 minutos.

21.1.15

Biscoitos de mel com creme de limão


Quis o destino que numa reunião de amigos lá em casa nos últimos dias de 2014, uma amiga se lembrasse de desafiar os presentes para escolherem algumas resoluções de ano novo. A coisa tomou proporções sérias, com direito a lista escrita num caderninho que foi depois devidamente fotografado e enviado a todos os participantes.
Ora, quis o destino, ou o avançado da hora misturado com o cansaço de organizar festas umas atrás das outras, que uma das minhas resoluções fosse experimentar 50 receitas novas! Podiam ter sido 10, mas não, 50 é um número muito mais catita. E vai que escrevi isso mesmo: "Fazer 50 receitas novas". Posto isto, e como sou uma pessoa com alguma vergonha na cara, não vou dar parte de fraca e vou cumprir a minha resolução. E já que vou fazer coisas novas, junto à resolução um pouco mais de paciência para fotografar o resultado final e publico-o aqui. Assim aproveito para retomar uma resolução não cumprida do ano passado que tinha a ver com o "resuscitamento" aqui do blogue. Agora é só esperar que os queridos leitores também fiquem atentos ao cumprimento da minha resolução.
Começo esta empreitada com uns biscoitos maravilhosos que fizeram as delícias de muita gente na época natalícia, e que aqui em casa também são conhecidos como "biscoitos do demo".

Ingredientes (para cerca de 60 biscoitos com 4 cm de diâmetro):
  • 225g de farinha
  • 50g de açúcar 
  • 150g de manteiga sem sal
  • 100g de mel
  • 100g de açúcar em pó
  • 15ml de sumo de limão
  • raspa de 1 limão
Preparação:

Juntar a farinha, o açúcar e 100g da manteiga partida em pequenos cubos e bater até obter uma mistura semelhante a migalhas. Adicionar o mel e bater até obter uma massa macia.
Colocar a massa sobre uma superfície enfarinhada e estender com a ajuda de um rolo. Cortar as bolachas usando um cortador circular e, com um cortador mais pequeno, cortar um círculo no centro de metade das bolachas.
Colocar as bolachas num tabuleiro forrado com papel vegetal e levar ao forno a 180ºC durante cerca de 8 minutos.
Para o recheio, juntar a restante manteiga cortada em pedaços pequenos, o açúcar em pó, o sumo e a raspa de limão e bater até obter uma mistura uniforme.
Finalizar espalhando um pouco de creme sobre cada uma das bolachas inteiras e cobrir com uma das bolachas abertas.

14.12.14

Panquecas de aveia e canela


Quinto post do ano. Se eu disser que uma das minhas resoluções para 2014 era revitalizar o blogue será que alguém acredita? Bem, a verdade é que este blogue precisa de uma voltinha. 
Já mudei algumas coisas e outras virão com o tempo. Sem promessas mas sem desistências. O blogue anda fraquinho mas não o vamos matar por isso. 
Hoje deixo-vos o nosso pequeno almoço. Ainda vão a tempo de preparar a receita para o lanche. São maravilhosas.

Ingredientes (para 10 unidades):

  • 100 g de farinha de trigo
  • 100 g de farinha de aveia
  • 1 colher de sopa de canela em pó
  • 1 ovo
  • 200 ml de leite
  • 3 colheres de sopa de óleo de amendoim
Preparação:

Misturar as farinhas com a canela. À parte bater o ovo e juntar o leite e o óleo. Incorporar na mistura inicial.
Aquecer uma frigideira untada com um pouco de óleo. Colocar pequenas porções de massa na frigideira virando quando se começarem a formar bolhas na superfície.
Servir quentes com mel, fruta, compota ou chocolate.

8.12.14

Bolachas de laranja


O meu filho mais velho foi operado aos ouvidos no final de Outubro. Para comemorar o sucesso da operação decidimos fazer uma festa do Mickey (Sim! Por causa das orelhas!). Estas bolachinhas fizeram parte do menú da festa e foram um sucesso entre os miúdos (e os graúdos também).

Ingredientes:
  • 250g de farinha
  • 70g de açúcar
  • Raspa de 1 laranja
  • 125g de manteiga sem sal à temperatura ambiente
  • 1 ovo

Preparação:

Junte os ingredientes secos e misture bem. Adicione a manteiga e amasse até obter uma espécie de areia fina. Junte o ovo e amasse até se formar uma bola. Embrulhe em pelicula aderente e leve ao frigorífico pelo menos meia hora.
Estenda a massa e corte as bolachas com um cortador. Leve ao forno a 180ºC até ficarem douradas.

10.10.14

Wrap de salmão fumado, abacate e alcaparras


Hoje a minha cozinha estava cheia de sol e lembrei-me que ontem alguém me pediu para por mais receitas aqui. 
Porque há gente desse lado que gosta do que vê aqui, porque hoje tivemos sol e porque gosto de dar importância àqueles e àquilo que vale mesmo a pena, fica aqui uma receita muito simples, que se prepara em menos de 5 minutos, e que reúne alguns dos meus ingredientes preferidos.

Ingredientes:

  • 1 wrap
  • 100 g de salmão fumando
  • 1/2 abacate
  • 1 colher de sopa de alcaparras
  • Pimenta, q.b.
Preparação:

Corte o abacate ao meio no sentido longitudinal. Rode ligeiramente as duas metades para as separar e descasque uma delas. Corte em fatias. 
Coloque algumas fatias de salmão sobre o wrap, cubra com o abacate e junte as alcaparras. Tempere com pimenta a gosto. Cubra com as restantes fatias de salmão, dobre a base do wrap e enrole cuidadosamente.

1.6.14

Bolo de iogurte




Hoje é o dia mundial da criança e para o celebrar decidi trazer uma receita muito simples mas que é das minhas preferidas. É uma das receitas que está no meu caderninho da cozinha onde anoto as receitas que mais uso, que faço vezes sem conta e que, curiosamente, nunca publiquei aqui.
As crianças têm gostos simples. Até podem ficar deslumbradas com uma taça de gelado muito elaborada e cheia de enfeites mas vão continuar a preferir um simples gelado de baunilha ou, no caso das crianças cá de casa, uma peça de fruta. 
Foi por isso que ontem desafiei o meu filho mais velho para fazermos este bolo para comemorarmos hoje o dia da criança. Ele mediu a farinha, ligou a batedeira e juntou o iogurte à massa. Foi um fim de dia divertido e hoje tivemos um pequeno almoço mais doce.
Feliz dia para todos!

Ingredientes:

  • 4 ovos
  • 400 g de açúcar
  • 100 ml de óleo
  • 2 iogurtes naturais ou com aroma (125 g)
  • 400 g de farinha
  • 2 colheres de chá de fermento
Preparação:

Bata muito bem os ovos com o açúcar. Junte depois o óleo e o iogurte, sem parar de bater. Envolva na farinha misturada com o fermento.
Leve ao forno a 200ºC durante cerca de 30 minutos.




18.5.14

Bolo de frutos vermelhos e chocolate branco


Não há desculpa possível para uma ausência de mais de um ano. A menos que tivesse sido presa ou raptada, que não fui, não há trabalho, afazeres, stress que justifiquem este abandono. A menos que a desculpa seja: preguiça! E essa assenta-me bem, sou uma lesma preguiçosa para pegar na máquina fotográfica, fotografar, ligar o computador, importar a foto, escrever o post. Ufa!

Mas as desculpas não interessam nada. No início de 2014 fiz uma lista de resoluções entre as quais estava a de "resuscitar" o blogue. Tenho-me portado muito bem com a minha lista, já risquei algumas resoluções e hoje chegou o dia de iniciar o processo de riscar mais uma. 
A inspiração veio do World Baking Day. Não ia deixar passar este dia sem fazer um bolo e comprometi-me comigo mesma a partilhá-lo aqui. Está delicioso acreditem.

Ah! Como já não vinha cá há algum tempo fiquei muito (e agradavelmente) surpreendida por ainda ter tantas visitas. Obrigada por estarem desse lado!

Ingredientes:
  • Bolo:
    • 225 g de açúcar amarelo
    • 225 g de manteiga sem sal amolecida
    • 1 colher de sobremesa de aroma de baunilha
    • 4 ovos
    • 250 g de frutos vermelhos
    • 225 g de farinha com fermento
  • Recheio:
    • 100 g de manteiga sem sal amolecida
    • 150 g de açúcar em pó
    • 4 amoras maduras
    • Compota de frutos vermelhos, q.b.
  • Cobertura:
    • 4 amoras maduras
    • 250 g de açúcar em pó
    • 15 ml de água
  • Acabamento:
    • 75g de chocolate branco
    • Frutos vermelhos para decorar
Preparação:

Começamos pelo acabamento. Derreta o chocolate branco em banho Maria (ou no micro-ondas) e com a ajuda de uma colher disponha pequenos círculos sobre uma folha de papel vegetal e reserve.

Aqueça o forno a 180º C. Bata o açúcar com a manteiga e o aroma de baunilha. Quando obtiver um creme junte um a um os ovos sem parar de bater. Adicione depois uma colher de sopa de farinha. 
Junte os frutos vermelhos (eu usei framboesas e mirtilos), mexa cuidadosamente com uma colher e envolva na restante farinha.
Leve ao forno preferencialmente em duas formas redondas com 20 cm de diâmetro. Eu fiz numa maior e cortei o bolo ao meio mas acho que teria ficado mais bonito se tivesse sido feito numa forma maior.

Deixe arrefecer os bolos, coloque um deles no prato de servir e barre a parte de cima com a compota de frutos vermelhos. Misture os restantes ingredientes do recheio até obter um creme e coloque sobre o bolo.
Tape depois com o segundo bolo. Prepare a cobertura esmagando as amoras com um garfo e juntando depois o açúcar e a água. Misture tudo com uma colher de pau, não precisa de batedeira. 
Deite a cobertura sobre o bolo, deixando escorrer pelos lados, a ideia não é cobrir o bolo uniformemente.
Termine decorando o bolo com os círculos de chocolate e frutos vermelhos.

17.4.13

Bolo Kit Kat


Este foi um dos bolos do segundo aniversário do meu filho mais velho. Na altura ainda estava grávida do mais novo e como sabia que ia ter de ter cuidado com a alimentação quando ele nascesse para evitar as cólicas, decidi que esta seria uma boa oportunidade para me "vingar". O requisito? Chocolate, chocolate e ainda mais chocolate.

Ingredientes:

  • Para o bolo:
    • 5 ovos
    • 200g de chocolate preto
    • 150g de açúcar
    • 200g de farinha
    • 200g de manteiga sem sal
    • 1 colher de café de fermento
  • Para o recheio e cobertura:
    • 400g de manteiga sem sal
    • 250g de açúcar em pó
    • 200g de nutella
    • 12 embalagens de chocolate Kit Kat
    • Pintarolas, gomas, pipocas, q.b.
Preparação:

Pré-aqueça o forno a 200ºC. Bata bem os ovos com o açúcar. Parta o chocolate em pedaços, junte-lhe a manteiga e derreta no micro-ondas (deve por pouco tempo de cada vez, mexendo sempre entre duas vezes consecutivas).
Junte o chocolate derretido à massa e em seguida envolva a farinha e o fermento. Leve ao forno para cozer.
Quando o bolo estiver cozido desenforme-o, deixe arrefecer completamente e abra-o ao meio. Recheie e cubra com o creme.
Separe cuidadosamente os Kit Kat e disponha-os em torno do bolo. Coloque uma fita à volta do bolo para evitar que algum pedaço se descole. Na parte de cima do bolo coloque as pintarolas, gomas e pipocas até cobrir toda a superfície.

9.4.13

Quiche de frango com espinafres e queijo de cabra


Quando há sobras cá em casa, fazer uma quiche é sempre uma boa opção. Desta vez foram uma sobras de frango assado no churrasco. 
Com a chegada do tempo quente (onde está ele afinal?) e uma boa salada temos aqui um excelente almoço.

Ingredientes:

  • 1 embalagem de massa quebrada
  • 1/2 frango assado desfiado
  • 2 dentes de alho
  • 400 g de espinafres
  • 4 fatias de queijo de cabra partidas em pequeno pedaços
  • 3 ovos
  • 200ml de natas
  • Azeite, sal e noz moscada, q.b.
Preparação: 


Pré-aqueça o forno a 200ºC. Coloque a massa na forma, pique o fundo com um garfo e leve ao forno até começar a ficar dourada.
Pique os alhos e refogue-os no azeite. Junte os espinafres, tempere com sal e noz moscada e aguarde alguns minutos até ficarem murchos.

À parte bata os ovos com as natas. Junte-os ao recheio e deite cuidadosamente na forma. Leve novamente ao forno até a quiche ficar tostada por cima.


13.3.13

Tarte frangipane


Há uns meses, ao fazer um zapping, vi um episódio do Masterchef Australia onde faziam esta receita. Pareceu-me deliciosa e não esperei muito para a experimentar. É mesmo deliciosa!

Ingredientes:

  • Para a base:
    • 375g de farinha
    • 50g de açúcar em pó
    • 200g de manteiga sem sal
    • 1 ovo
  • Para o recheio:
    • 125g de manteiga sem sal
    • 125g de açúcar em pó
    • 2 ovos
    • 1 gema
    • 125g de amêndoa triturada
    • 25ml de rum
    • 250g de frutos vermelhos
    • Compota de frutos vermelhos, q.b.
Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Para fazer a base junte a farinha, o açúcar e a manteiga e amasse até obter uma massa semelhante a migalhas de pão. Junte o ovo e amasse até obter uma massa uniforme. Embrulhe em película aderente e guarde no frigorífico durante uma hora.
Para fazer o recheio comece por bater a manteiga amolecida com o açúcar até obter um creme esbranquiçado. Junte os ovos, um a um, e depois a gema. Por fim adicione a amêndoa e o rum.
Retire a massa do frigorífico, estenda-a e forre uma forma de fundo amovível. Leve ao frigorífico por mais 15 minutos.
Retire a forma do frigorífico e pincele a massa com compota de frutos vermelhos. Deite o recheio na forma e disponha os frutos vermelhos sobre o recheio, pressionando ligeiramente para ficarem meio "enterrados" no recheio. 
Leve ao forno cerca de 30 minutos, até a tarte ficar dourada. Pincele a tarte com a restante compota.

8.3.13

Bolo de aniversário #10

Após algum tempo de ausência, estou de volta ao meu querido blogue. Durante este tempo não faltaram alguns bolos de aniversário. Aqui fica mais um.

5.6.12

Cake pops


Já andava há imenso tempo para fazer cake pops. O bolo de aniversário do post anterior foi o mote. A ideia era colocar alguns cake pops no bolo mas eles ficaram mais pesados do que eu esperava e tive medo que o bolo não aguentasse. Assim, os cake pops ficaram cá por casa e nós fomos obrigados a "tratar deles". Sobre isto só tenho a dizer que os convidados da festa de aniversário nem sonham o que perderam. 

Ingredientes (para cerca de 10 unidades):

  • 5 fatias de um bolo seco qualquer (eu usei pão de ló)
  • 100 g de chocolate preto
  • 100 ml de natas
  • 300 g de chocolate branco
  • Confettis para decorar
  • Pauzinhos de cake pops
Preparação:

Desfaça o bolo em migalhas. Derreta o chocolate preto e junte-lhe as natas. Misture bem e junte às migalhas de bolo até obter uma massa moldável (poderá ter de ajustar a quantidade de creme de chocolate). Molde bolinhas com cerca de 4 cm de diâmetro e leve ao frigorífico 30 minutos.
Derreta o chocolate branco. Molhe cerca de 1 cm de cada pauzinho no chocolate, espete numa das bolinhas e mergulhe cuidadosamente no chocolate derretido. Não rode o cake pop, simplesmente mergulhe e retire com cuidado logo em seguida. Deixe escorrer o chocolate em excesso, decore com confettis se desejar, espete num bloco de esferovite e deixe secar bem, de preferência de um dia para o outro.
Este trabalho requer alguma paciência porque tudo deve ser feito calmamente para não haver "desastres" mas o resultado final vale bem a pena. 

29.5.12

Bolo de aniversário #9


Mais um aniversário de uma "sobrinha"...
Inicialmente os pais estavam com vergonha de me pedir para fazer o bolo. De facto, quem os conhece sabe que são pessoas muito tímidas! Felizmente ganharam coragem e lá me pediram um bolo para 50 pessoas e disseram-me que a pequena gostava do panda.
O plano inicial incluía um panda, uma tenda e uma autocaravana. Vá-se lá perceber porquê, a autocaravana acabou por ficar excluída dos meus planos. Deu-se então uma reviravolta e saiu um bolo cheio de doces, com um mini panda a acompanhar, para não desiludir a aniversariante.
O panda fez-se em 5 minutos. O resto do bolo? Um dia inteiro! Digamos que não correu tudo bem à primeira, mas o que interessa é que toda a gente ficou contente. E para o ano já sei que se o pai da minha sobrinha me disser que vai ter 50 pessoas na festa, posso fazer um bolo para 30 (que é bem mais fácil e rápido :) ).

21.5.12

Sopa de tomate com manjericão


Na semana passada andei um pouco desaparecida. Não me zanguei com a cozinha (longe disso), mas a quantidade de trabalho aumentou e nem sempre há tempo para algo diferente. De todo o modo continuarei a vir aqui com a regularidade possível. Para este fim de semana já há uma encomenda de bolo de aniversário, por isso haverá novidades em breve.
Quanto à receita de hoje, vamos à sua história. Todos os anos na "minha terra" (leia-se, o local onde eu vivo há 6 meses) é organizada pela paróquia local "a festa da sopa". O que é? Ora, basicamente é um rodízio de sopas, ou seja, o pesadelo de qualquer criancinha e o sonho de qualquer velhote. Algumas pessoas voluntariam-se para fazer sopas e estas depois são disponibilizadas no "rodízio". Eu fui uma das voluntárias (um pouco à força, diga-se de passagem) e fiz esta sopa de tomate que é a minha preferida desde sempre.

Ingredientes:

  • 2 cebolas médias
  • 100g de margarina
  • 2 kg de tomate maduro
  • Água, sal, pimenta e manjericão, q.b.
Preparação:

Derreta a margarina, descasque e corte as cebolas em rodelas e refogue-as lentamente, sem deixar escurecer. Retire a pele e as sementes aos tomates e junte-os ao refogado. Deixe refogar um pouco, junte a  água e tempere com sal e pimenta. Deixe cozinhar cerca de 20 minutos.
Passe a sopa com uma varinha mágica. Pique o manjericão e junte à sopa. Leve ao lume cerca de 3 minutos e está pronto. Sirva com mais um pouco de manjericão em cada prato.


16.5.12

Quiche de atum, tomate e orégãos



Ultimamente tenho feito mais quiches do que é habitual. Porquê? Não, não é por causa do calor ou porque ando com desejos. Acho que a principal razão é que uma refeição de quiche me garante sempre rasgados elogios por parte do meu marido. Elogios que chegam ao nível de "devias abrir um restaurante de quiches". Seria a "La Quicherie" ou a "La Pattyquiche"! Quem sabe...
Para já o que é garantido é que se estiver com a moral em baixo ou me apetecer um elogio, há quiche para o jantar.

Ingredientes:

  • 1 embalagem de massa quebrada
  • 2 latas de atum
  • 1 tomate grande
  • 3 ovos
  • 200ml de natas
  • 1 colher de sopa de orégãos
  • Sal, q.b.
Preparação:

Pré-aqueça o forno a 200ºC. Coloque a massa numa forma de tarte, pique o fundo com um garfo e leve ao forno até ficar dourada.
Escorra muito bem o atum, desfaça-o e coloque no fundo da forma. Corte o tomate às rodelas e coloque sobre o atum. À parte bata os ovos, junte as natas, os orégãos e o sal e deite sobre o atum e o tomate. 
Leve ao forno até ficar tostado por cima.

15.5.12

Espetadas de frango e ananás


Há uns tempos descobri um restaurante de "fast food" madeirense que tem umas espetadas de frango e ananás fantásticas. Desde essa altura que ando com vontade de fazer a minha versão. Ontem foi o dia!

Ingredientes (para 2 pessoas):

  • 3 peitos de frango
  • 1 lata de ananás de conserva
  • Sal e fatias de bacon, q.b.
Preparação:

Corte o frango em cubos, coloque num recipiente e deite sobre o frango o sumo do ananás. Deixe repousar cerca de 30 minutos.
Escorra o frango e tempere-o com um pouco de sal. Corte as rodelas de ananás em pedaços (eu não usei a lata toda, o que sobrou ficou para sobremesa). Enrole um pedaço de frango numa fatia de bacon e espete no "pauzinho" da espetada, coloque depois um pedaço de ananás e vá alternando pedaços de frango com pedaços de ananás.
Leve ao forno a 200ºC até o bacon ficar tostado.

14.5.12

Bolachas de canela


Tenho uma amiga que anda na sua fase "bolachas de canela". Trabalha rodeada de bolachas de canela. São pacotes dessas bolachinhas por todo o lado (a desarrumar o meu espaço de trabalho impecavelmente organizado :)). 
Então decidi dedicar-lhe este post e, com um bocadinho de sorte, dar-lhe a provar o resultado.

Ingredientes (para cerca de 40 bolachas):

  • 250g de farinha
  • 80g de açúcar
  • 1 colher de sopa de canela
  • 125g de manteiga sem sal à temperatura ambiente
  • 1 ovo
  • Açúcar em pó, q.b.
Preparação:

Junte os ingredientes secos e misture bem. Adicione a manteiga e amasse até obter uma espécie de areia fina. Junte os ovos e amasse até se formar uma bola. Embrulhe em pelicula aderente e leve ao frigorífico meia hora.
Estenda a massa e corte as bolachas. Polvilhe com açúcar em pó e leve ao forno a 180ºC até ficarem douradas.

11.5.12

Bife do lombo com batatas na frigideira e alecrim


Quando olhei para esta foto pensei: "Isto é capaz de fazer impressão a algumas pessoas". O bife está mesmo mal passado, mesmo como gostamos cá em casa. Carne de boa qualidade e "quase a fazer múuuu".

Ingredientes (para 2 pessoas):

  • 2 bifes do lombo com cerca de 2cm de grossura
  • 4 batatas médias
  • 2 ramos de alecrim
  • 2 dentes de alho
  • Sal, pimenta e margarina, q.b.
Preparação:

Descasque as batatas, corte-as em rodelas e coza-as em água temperada com sal.
Tempere os bifes com sal e pimenta. Pique os alhos, coloque um pouco de margarina numa frigideira e junte-lhe os alhos. Salteie um pouco os alhos e adicione os bifes. Frite de ambos os lados a gosto, retire os bifes e reserve o molho que se formou.
Quando as batatas estiverem quase cozidas, escorra-as, deite-as na mesma frigideira onde fritou os bifes e junte-lhes as folhas de alecrim. Frite as batatas de ambos os lados com cuidado para não se partirem e sirva de imediato.

10.5.12

Paté de azeitonas


Sou grande fã de patés. Não só pelo seu sabor mas também porque nunca me deixam ficar mal - são perfeitos para uma entrada improvisada - é só pegar em dois ou três ingredientes, misturar e servir com pão ou tostas. Haverá coisa mais simples?

Ingredientes:

  • 50g de azeitonas (sem o caroço)
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 colher de sopa de orégãos
  • 1 pitada de sal fino
Preparação:

Junte todos os ingredientes e triture-os.

9.5.12

Vieiras salteadas com risotto de pesto


Desde que descobri vieiras à venda no supermercado que tenho sempre uma embalagem no congelador. São uma alternativa à "comida de todos os dias" muito apreciada cá por casa.
Esta receita foi uma invenção minha que acho que resultou muito bem. Experimentem e digam de vossa justiça.

Ingredientes (para duas pessoas):

  • 8-10 vieiras (só a parte branca)
  • 1 medida de risotto
  • 2 medidas de caldo de galinha
  • 1/2 copo de vinho branco
  • 4 dentes de alho
  • 2 colheres de sopa de pinhões
  • 6 colheres de sopa de azeite
  • 2 ramos de manjericão
  • 1 colher de sopa de parmesão ralado
  • Sal, pimenta e azeite, q.b.
Preparação:

Comece por preparar o pesto. Junte o manjericão, 1 dente de alho, os pinhões, o parmesão e o azeite e triture tudo. Se ficar muito espesso junte mais um pouco de azeite. Reserve cerca de 1/4 para finalizar o prato e o restante para juntar ao risotto.
À parte pique 2 dentes de alho e refogue-os num pouco de azeite. Junte o risotto, misture e adicione o vinho. Deixe evaporar. Junte em seguida o pesto, envolva bem e vá adicionando o caldo a pouco e pouco. Tempere com sal. Quando o risotto estiver pronto deixe repousar enquanto prepara as vieiras.
Tempere as vieiras com sal e pimenta. Pique 1 dente de alho, refogue-o num pouco de azeite e junte as vieiras. Cozinhe-as cerca de 2 minutos de cada lado.
Sirva o risotto com as vieiras e um pouco de pesto.